sexta-feira, dezembro 30, 2011

Balancete Recapitulativo da Conta Razão

É normal nesta altura do ano fazer-se a tal pausa, olhar para as prateleiras curvadas pelo peso das pastas de arquivo, desempoeirar os tais intermináveis dossiers com resmas de papel cheio de contas, analisar exaustivamente os números à procura dos desvios em cada uma das colunas, e... Também planear os orçamentos, os investimentos e os demais planos de atividade do futuro próximo... Na minha vida pessoal já o transmiti mas reforço uma vez mais... Na minha vida pessoal não ligo tanto ao que foi feito mas mais ao que me resta ainda fazer... Se 2011 foi um ano bom? Claro que foi... Com tantas exposições, com tantas semanas de trabalho dedicados à tese de mestrado, com tantos encontros (e também alguns desencontros)... Mas mais do que estes encontrões que a vida nos vai dando, ou para nos desviar do caminho (dando-nos oportunidade de nos cruzar com coisas novas) ou para nos voltar a alinhar nesse caminho (para nos dar a oportunidade de corrigirmos coisas antigas)... Mais do que estes encontrões eu prefiro desenhar os novos mapas... Trajetos futuros, zonas inexploradas, instruções minuciosas para alcançar objectivos... Já não tenho idade para desenhar mapas de piratas mas... Todos nós sabemos que se o iletrado do pirata perdeu tempo a desenhá-lo era porque bem lá no fundo existe a promessa do tal tesouro... Eu já ando com uma pá às costas não vá eu acertar no número de passos, a contar a partir da palmeira, que aí me levarão... Bom Ano Novo, caros leitores!!!

2 comentários:

limalimão disse...

Um bom Ano João. Óptimo texto.
Um abraço,

ArtByJoão disse...

Obrigado. Bom Ano!!!