sábado, novembro 11, 2006

EU & Paulo Brighenti - 8/8

Em dia de São Martinho, o Paulo BRIGHENTI regressou às aulas. E desta vez a turma começa-se a compor: as 2 meninas, uma senhora da minha idade e 2 jovens (rapaz e rapariga). Antes de começar a aula... Começou por se lembrar de que se tinha esquecido de me trazer convites para o ARTE LISBOA! Imperdoável... Lá vou ter que pagar o bilhete na visita logo á tarde! Tá mal...

:)

Começou a aula com 1 momento já habitual: apresentou alguns pintores. Desta vez saiu-nos na rifa o excelente
David HOCKNEY. Claro que o Paulo BRIGHENTI terá uma admiração especial pelo trabalho deste pintor por causa dos reflexos na água, sendo este um seu tema favorito.


E isto começou-se a complicar: ele meteu os «velhos» a pintar a ocre sobre papel A2 (só papel, sem nenhum revestimento a acrílico) a mais complicada natureza morta desde o início das aulas. Foi da maneira que ficou tudo caladinho, eheheheh!






O ocre até que nem ficou muito mau... Pintado à vista e sem qualquer tipo de carvão inicial... Vês, ML? Também já consigo fazer! Ora, vai buscar!







Mas eu como estou habituado à aguarela, acabei por interpretar muito à minha maneira. Claro que aqueles espaços em branco não lhe agradaram muito. Um segredo: afinal consegue-se fazer exactamente com óleo aquilo que eu faço em aguarela! Usa-se muito médio e quase cor nenhuma. E seca muito rápido por causa da absorção do papel.

Num daqueles intervalos que eu tenho por hábito fazer para descansar a vista ( e para espreitar o que se vai fazendo na sala, eheheheh) esteve a comentar comigo a sua opinião dos 2 quadros em curso. «Lagos» ficou mesmo acabado...

Como tinha ainda tempo, regressei ao «Outão» e lá fui avançando até ao final da aula. Eu acho que o Paulo BRIGHENTI até nem se importava se aquilo ficasse quase assim... Mas eu ainda não o dei como acabado.

Bolas, que encontrei 1 professor que quer acabar os meus quadros ainda mais depressa do que eu! Eu pensava que isso não seria possível!


LOLOLOLOLOLOLOL

Nenhum comentário: